quinta-feira, 7 de abril de 2011

Assim falou Zaratustra

Dormir não é uma arte má: para o seu bem deve-se ficar acordado o dia todo.

- Sleeping is no mean art: for its sake one must stay awake all day.

- Thus spoke Zarathustra: a book for all and none - página 28, Friedrich Wilhelm Nietzsche - Viking Press, 1966 - 327 páginas

"O homem é uma corda esticada entre o animal e o super-homem: uma corda por cima do abismo; perigosa travessia. Perigoso Caminhar; perigoso olhar para trás, perigoso parar e tremer. O que é de grande valor no homem é o fato de ser uma ponte e não um fim; o que se pode amar no homem é ele ser uma passagem e um acabamento."

"É preciso ter um caos dentro de si para dar à luz uma estrela cintilante."

"Os aforismos devem ser cumeeiras, e aqueles a quem se fala devem ser homens altos e robustos."

"Há sempre o seu quê de loucura no amor; mas também há sempre o seu quê de razão na loucura."

"Algum veneno uma vez ou outra é coisa que proporciona agradáveis sonhos. E muito veneno no fim, para morrer agradavelmente."

"Há almas que nunca se descobrirão, a não ser que se principie por inventá-las."

"O nobre quer criar alguma coisa nobre e uma nova virtude. O bom deseja o velho e que o velho se conserve."

"Não vos aconselho o trabalho, mas a luta. Não vos aconselho a paz, mas a vitória! Seja o vosso trabalho uma luta! Seja vossa paz uma vitória!"

"O Estado é onde todos bebem veneno, os bons e os maus; onde todos se perdem a si mesmo, os bons e os maus; onde o lento suicídio de todos se chama "a vida"."

"É preciso honrar no amigo o inimigo."

"És escravo? Então não podes ser amigo. És tirano? Então não podes ter amigos."

"Acaso vos aconselho o amor ao próximo? Antes vos aconselho a fuga do "próximo" e o amor ao remoto!"

"Tema o homem a mulher, quando a mulher odeia: porque, no fundo, o homem é simplesmente mau; mas a mulher é perversa."

"Não é melhor cair nas mãos de um assassino do que nos sonhos de uma mulher no cio?"

"Vede, pois, esse supérfluos! Roubam as obras dos inventores e os tesouros dos sábios. Cultura, eis o nome que dão a essa rapina e para eles tudo se transforma em doença e incômodo."

"Não notaste como costumavam calar quando te aproximava deles e que sua força os abandonava tal como a fumaça de um fogo que se extingue? Sim meu amigo, és a má consciência de teus próximos porque são indignos de ti. Por isso te odeiam e bem que gostariam de sugar teu sangue."

"Onde acaba o Estado começa o homem que não é supérfluo."

"Freqüentas as mulheres? Não te esqueças do açoite!"

"Mas mesmo o mais astuto compra sua mulher as cegas."

"Aquele era frio em suas relações e exigente em suas escolhas. Mas de um só golpe e para sempre estragou sua companhia. A isso chama seu casamento."

"Sim , gostaria que a terra entrasse em convulsões e começasse a tremer quando se acasalam um santo e uma pata."

"Os poetas, porém, são por demais mentirosos."

"O super-homem é o sentido da terra. Eu vos conjuro, irmãos meus, a que permaneçais fiéis ao sentido da terra e não presteis fé aos que falam de esperanças supraterrenas."

"A felicidade corre atrás de mim. Isso provém de que eu não corro atrás das mulheres. Mas a felicidade é mulher".

- no capítulo "Da bem-aventurança a contragosto".

"O homem deve amar a paz como meio para outras guerras!"

- Ihr sollt den Frieden lieben als Mittel zu neuen Kriegen.

- Also sprach Zarathustra: Ein Buch für alle und keinen mit Peter Gasts Einführung und einem Nachwort - Página 49, de Friedrich Wilhelm Nietzsche - Publicado por A. Kröner, 1930 - 426 páginas

"Ai! Onde se fizeram mais loucuras na terra do que entre os que têm dó, e que haverá que mais dano fizesse na terra do que a loucura dos que têm dó? Pobres dos que amam sem estar acima da sua piedade!"

- Dos Compassivos.

"Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida. Ninguém, exceto tu, só tu. Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias. Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar. Onde leva? Não perguntes, segue-o!"

"Tudo vai, tudo volta; eternamente gira a roda do ser. Tudo morre, tudo refloresce, eternamente transcorre o ano do ser. Tudo se desfaz, tudo é refeito; eternamente constrói-se a mesma casa do ser. Tudo se separa, tudo volta a se encontrar; eternamente fiel a si mesmo permanece o anel do ser. Em cada instante começa o ser; em torno de todo o "aqui” rola a bola "acolá”. O meio está em toda parte. Curvo é o caminho da eternidade."

- O convalescente, § 2.

"Por que você se assusta? O que acontece para a árvore, acontece também para o homem. Quanto mais deseja elevar-se para as alturas e para a luz, mais vigorosamente enterra suas raízes para baixo, para o horrendo e profundo: para o mal."

- Was erschrickst du deshalb? – Aber es ist mit dem Menschen wie mit dem Baume. Je mehr er hinauf in die Höhe und Helle will, um so stärker streben seine Wurzeln erdwärts, abwärts, ins Dunkle, Tiefe – ins Böse.

- Also sprach Zarathustra: ein buch für alle und keinen mit Peter ..., página 43, Friedrich Wilhelm Nietzsche - A. Kröner, 1930 - 426 páginas

2 comentários:

Velho Santiago disse...

Caro, Zaratustra subiu a montanha quando completou os 30, meu número completado há poucos dias. Sabe que talvez hj eu o perceba um pouco melhor, mesmo que o entendimento ainda não. Quem sabe quando descer da minha própria montanha eu não o entenda... Abraços! Sempre por aqui.

Anônimo disse...

Tener un día DINAMITA mi amigo!